domingo, 7 de maio de 2017

ACERTO

Por que o povo brasileiro só pensa em festa e p******? Quase não pensa sobre política, economia, etc.

Isso é uma generalização que não procede, mesmo que a maioria assim o faça, mas não a totalidade. A falta de seriedade de grande parte da população é o resultado de uma indolência tropical que leva muita gente a não querer se esforçar para examinar e refletir sobre a realidade em todas as suas facetas. Isso, em parte, é culpa da escola, que não é exigente. Mas ela não é exigente porque os professores também são preguiçosos e não querem ter muito trabalho. Então fica-se em um círculo vicioso difícil de ser rompido. É preciso que quem não tenha preguiça se esforce, dando muito murro em ponta de faca, para reverter a situação e acabar com essa indolência, levando a população a pensar. Tem gente, até, que estranha quando alguém afirma que está pensando, como se isso fosse um mal.

És a favor ou contra os professores falarem sobre política em sala de aula?

A favor. É preciso politizar a juventude. Mas tem que falar de forma isenta e não passional. E não só conjuntural mas, principalmente, estrutural e filosoficamente. Analisando tudo de modo neutro e sereno, como um cientista político. Mesmo que tenha suas preferências, tem que apresentar todos os lados das questões e deixar que os alunos concluam por si mesmos. Como no caso da economia e das religiões. A escola precisa mostrar todas as possibilidades para que o aluno faça sua opção. Inclusive o ateísmo, mesmo não sendo religião.

Você tem cara de quê? Alemão, italiano, ibérico, escandinavo ou eslavo?

Não sou em que digo. Os outros é que julgam. O que você acha? Acho que sou mais parecido com um inglês. Clique na foto de meu perfil para vê-la ampliada.

Ernesto, a propriedade é um roubo? O q vc tem a dizer sobre isso?

Nem sempre, mas, muitas vezes, sim. Especialmente no caso de grandes propriedades que são herdadas de geração em geração que, originalmente, foram resultado de predação, às vezes até pré-histórica. Mas pode haver propriedade legítima, obtida por trabalho sem exploração nem roubo. Mesmo assim, o melhor é que a propriedade privada seja abolida para uma propriedade coletiva. Tudo sendo de todos e nada sendo de ninguém em particular, todos serão supridos de tudo o que precisam e nada faltará a ninguém. Isso é o mais justo. Todos trabalhando, uns pelo bem dos outros e compartilhando o resultado de seu trabalho. Numa economia de doações, sem trocas, nem por bens, nem por moeda. Isso é que é o comunismo e não o controle dos meios de produção e serviços, bem como do resultado da produção e dos serviços por parte do estado, do qual todos seriam empregados. No verdadeiro comunismo não há empregados. Todos são sócios do que fazem. E o melhor é que o comunismo seja anárquico, isto é, sem estado nem o seu governo.

Um filósofo *necessariamente* tem que saber mais de História do que um historiador? Tive essa dúvida depois que vi este historiador sendo massacrado: https://www.youtube.com/watch?v=95Xi3x_tTuc (Sobre o tráfico de escravos).

Não necessariamente, mas pode saber. Em geral um historiador sabe mais, se for de gabarito e não como esse que o Olavo refuta. Um filósofo tem que ter um bom trânsito em História sim, bem como em ciências, especialmente Física e Biologia. Isso o Olavo não tem, como já demonstrou. Minha birra com o Olavo é, especialmente, o seu dogmatismo religioso. Não consigo conceber como um filósofo possa ser religioso. Ciência e Filosofia são incompatíveis com crenças religiosas. Tomás de Aquino, por exemplo, não foi um filósofo e sim um teólogo que buscou adequar forçosamente a Filosofia à Teologia. Prefiro as posições de Ochkam e Scoto, que mostraram que a Filosofia e a Ciência não podem provar a existência de Deus, mas a aceitavam por fé.

Qual a matéria mais chata do ensino médio, na sua opinião?

O que eu acho chato de se aprender, em geral, não é visto no Ensino Médio Geral, como Direito, Contabilidade e Finanças, por exemplo. O que se vê no Ensino Médio, como Matemática, Física, Química, Biologia, Geografia, História, Filosofia, Sociologia, Português, Literatura, Inglês e Espanhol eu considero muito interessante. Como também Música e Artes Plásticas, além da Literatura de outras línguas. Também gosto de Psicologia e de Habilidades Práticas, como Mecânica, Eletrotécnica, Marcenaria e outras. Para mim, em geral, estudar é uma delícia.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails